Câncer no intestino

O câncer no intestino é o tipo de tumor maligno que pode acometer o intestino, sendo mais comum o intestino grosso ( colón ascendente, transverso, descendente, ceco e sigmoide). Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), foram registrados mais de 40 mil casos deste tipo de câncer em 2020.

Conhecido também como câncer de colorretal ou tumor de cólon e reto, o câncer no intestino é uma condição que pode ser curada quando o diagnóstico é feito precocemente. Portanto, é muito importante que o paciente identifique os sinais do tumor para buscar a avaliação do especialista o mais rápido possível.

O que causa o câncer de intestino?

O câncer no intestino usualmente se desenvolve a partir de pólipos; lesões benignas que surgem na parede interna do intestino grosso. Alguns pólipos à medida que se desenvolvem, sofrem alterações que os transformam no câncer.

Quais são os fatores de risco?

Os fatores que podem aumentar as chances do desenvolvimento do câncer colorretal são:

  • Tabagismo;
  • Excesso de peso;
  • Herança genética;
  • Ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Idade igual ou superior a 50 anos;
  • Consumo excessivo de carne vermelha;
  • Alimentação pobre em fibras, frutas e vegetais;
  • Histórico de câncer no ovário, útero, mama e em outras regiões do intestino;
  • Presença de doenças inflamatórias no intestino como a doença de Crohn, por exemplo;
  • Consumo exagerado de alimentos processados;
  • Exposição à radiação ionizante — como acontece com os profissionais da radiologia.

Existe algum exame preventivo para o câncer de intestino?

Como a grande maioria dos cânceres de intestino se desenvolvem a partir de um pólipo, existe recomendação de realizar uma colonoscopia após os 50 anos e repeti-la de 10 em 10 anos para diagnosticar e remover os pólipos, antes deles se tornarem malignos

Quais são os sintomas do câncer no intestino?

Os sintomas mais comuns em casos de câncer no intestino são:

  • Anemia;
  • Fraqueza;
  • Presença de sangue nas fezes;
  • Diminuição abrupta do peso corporal;
  • Dor ou incômodo na região abdominal;
  • Fezes com formato muito fino e comprido;
  • Crescimento anormal do abdômen (massa abdominal);
  • Episódios alternados de constipação (prisão de ventre) e diarreia.

É importante destacar que esses sinais também podem ocorrer em casos de hemorroidas, entre outras condições menos graves. No entanto, é fundamental que o paciente valorize o sintoma e procure um médico com urgência para que o profissional faça um diagnóstico rápido e completo.

Como é feito o diagnóstico do câncer colorretal?

Além de analisar o relato do paciente, o médico poderá solicitar exames específicos para complementar a investigação diagnóstica. Algumas das análises laboratoriais indicadas em casos de câncer colorretal são:

  • Colonoscopia;
  • Tomografia computadorizada;
  • Exame de sangue oculto nas fezes;
  • Biópsia (retirada de um pequeno pedaço da lesão).

Como é o tratamento de câncer de intestino?

O tratamento adotado pelo médico dependerá de vários fatores, tais como a localização, extensão e tamanho do tumor. Geralmente, a abordagem terapêutica mais utilizada é a cirurgia, na qual é removida a parte do intestino atingida, podendo ser complementada com a quimioterapia, dependendo do caso.

Caso queira obter a avaliação de uma equipe especializada, entre em contato e agende uma consulta na Clínica Care Oncologia.

Fale
Conosco
Seta direita

Escolha uma
Unidade