Câncer de mama

Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), durante o triênio 2020/2022 serão diagnosticados mais de 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. A doença pode acometer homens e mulheres, mas é neste último que ela é mais recorrente e nociva.

O câncer de mama é caracterizado pela proliferação desordenada de células mamárias, fazendo com que elas formem um tumor com o tempo. O tumor mamário pode evoluir de maneiras diferentes e receber classificações distintas. Os principais tipos de câncer nas mamas são:

  • Carcinoma ductal invasivo;
  • Carcinoma ductal in situ (ou não invasivo);
  • Carcinoma lobular invasivo;
  • Carcinoma lobular in situ (ou não invasivo);
  • Doença de Paget;
  • Câncer das mamas inflamatório.

O que pode causar o câncer de mama?

A idade avançada (acima dos 50 anos) é um dos fatores que contribui para o câncer de mama. Entretanto, essa condição possui raízes variadas que incluem fatores genéticos, comportamentais e hormonais. Conheça melhor cada um deles:

Fatores genéticos

  • Histórico familiar de câncer de ovário ou de tumor mamário;
  • Histórico de câncer mamário nos homens da família;
  • Alterações nos genes BRCA1 e BRCA2.

Fatores comportamentais

  • Sedentarismo;
  • Ingestão exagerada de bebidas alcoólicas;
  • Exposição frequente à radiação ionizante (raios-X);
  • Sobrepeso e obesidade, principalmente após a menopausa.

Fatores hormonais e reprodutivos

  • Menarca (primeira menstruação) antes dos 12 anos;
  • Primeira gestação depois dos 30 anos;
  • Não ter filhos;
  • Menopausa depois dos 55 anos;
  • Realização de reposição hormonal após a menopausa.

Quais são os sintomas do câncer de mama?

Os principais sintomas do câncer de mama são:

  • Dor nas mamas ou mamilos;
  • Presença de caroço (nódulo), principalmente se tiver bordas irregulares;
  • Pequenos caroços (nódulos) na região do pescoço ou axilas;
  • Saída de líquido incomum pelos mamilos;
  • Pele da mama retraída, com tom avermelhado ou aparência similar à casca de laranja.

É fundamental que a mulher esteja atenta e valorize qualquer alteração que surgir nas mamas.

Como é feito o diagnóstico e tratamento do tumor mamário?

O diagnóstico do câncer de mama é realizado usualmente por meio de exames de mamografia e ultrassonografia. Essas exames permitem que o diagnóstico ocorra numa fase em que ainda não é detectável pelo exame clinico.

A mamografia é o exame que começa a fazer parte da saúde da mulher assim que ela completa 40 anos. Por isso, é fundamental que as pacientes com idade igual ou superior realizem esse exame anualmente — ou conforme for recomendado — para aumentar as chances de diagnóstico precoce e melhorar o prognóstico do tratamento.

O tratamento do câncer de mama dependerá do estágio e características de cada caso. O médico pode adotar uma abordagem local com cirurgia e radioterapia ou realizar um tratamento sistêmico com hormonioterapia e quimioterapia. Caso queira saber qual abordagem terapêutica é mais indicada para seu caso, entre em contato e agende uma consulta na Clínica Care.

Fale
Conosco
Seta direita

Escolha uma
Unidade